x

AS JANELAS VERDES

Hotel

As Janelas Verdes - Romance à beira do Tejo num Pequeno Refúgio de Charme no centro Histórico de Lisboa.

Instalado num palacete do séc. XVIII – ao lado do Museu Nacional de Arte Antiga - este romântico refúgio de charme guarda a tradição e a serenidade dos gestos trocados entre damas e cavalheiros. 

Objectos de arte, livros e fotografias de família sugerem o cenário de um romance. De facto, acredita-se ter sido esta casa a inspiração para o famoso «Ramalhete» da obra literária «Os Maias» escrita por Eça de Queiróz que terá vivido aqui.

Ler, conversar, contemplar a linha azul do Tejo no terraço da biblioteca. Tomar chá no jardim interior onde impera a escada em caracol de ferro forjado devorada pela trepadeira centenária. A escolha é exigente.  

Na Primavera o canto dos pássaros embala as emoções enquanto se toma o pequeno-almoço no jardim sem horas marcadas. No interior da casa, a água da fonte que enfeita a prumada central eleva-se suavemente. O sol entra nos quartos decorados em tons suaves de coral e madeiras sem convite. Apetece! O horizonte mais que azul do Tejo visto d’As Janelas Verdes.